Pesquisa
Todas as categorias
    Menu Close

    EDIFÍCIOS nZEB

    Os nZEB (NEARLY ZERO ENERGY BUILDING), são edifícios com necessidades quase nulas de energia são mais do que uma tendência construtiva: são uma aposta firme pela sustentabilidade energética num setor que representa um elevado consumo de energia. Na Europa, o consumo energético dos edifícios representa 40% do consumo de energia total, sendo 75% desta energia produzida a partir de combustíveis fósseis, pelo que nos encontramos num setor, o residencial, no qual urge tomar medidas de eficiência energética que reduzam o consumo de energia e o número de emissões que produzem.

    Normativa NZEB (NEARLY ZERO ENERGY BUILDING)

    Segundo estabelecido na Diretiva 2010/31/UE, relativa à eficiência energética dos edifícios, por edifício de consumo de energia quase nula deve entender-se que é o edifício com uma necessidade de energia muito baixa, um nível de eficiência energética muito alto, e que a energia requerida (quase nula ou muito baixa) deve estar coberta, numa medida muito vasta, por uma energia procedente de fontes renováveis, produzida “no local ou no ambiente”.

    Esta diretiva afeta todos os edifícios de nova construção, pois a partir de dezembro de 2020 os edifícios de nova construção deverão ser nZEB (Nearly Zero Energy Building) ou Edifícios com Necessidades Quase Nulas de Energia, sendo que, no caso dos edifícios públicos, esta norma será aplicada a partir de 2018. A aplicação da diretiva europeia pressupõe uma alteração de paradigma no momento da construção de edifícios, onde os aspetos construtivos do edifício, a utilização de sistemas eficazes e a integração de energias renováveis adquirem maior protagonismo, uma vez que a utilização destes sistemas reduz significativamente o consumo de energia nos edifícios e as emissões de gases de efeito de estufa.

     

    Descarga: Diário da República n.º 21/2019, Série I de 2019-01-30

    Segunda alteração à Portaria n.º 349-D/2013, de 2 de dezembro, retificada pela Declaração de Retificação n.º 3/2014, de 31 de janeiro, e republicada pela Portaria n.º 17-A/2016, de 4 de fevereiro, que estabelece os requisitos de conceção relativos à qualidade térmica da envolvente e à eficiência dos sistemas técnicos dos edifícios novos, dos edifícios sujeitos a intervenção e dos edifícios existentes

    Descarga: Resolução do Conselho de Ministros n.º 53/2020 - Diário da República n.º 133/2020, Série I de 2020-07-10

    Aprova o Plano Nacional Energia e Clima 2030 (PNEC 2030)

    banner